Água salobra e nível baixo dos rios e córregos de Presidente Kennedy aumentam escassez


 O município de Presidente Kennedy tem enfrentando dias difíceis com a falta de chuva, baixo nível dos rios e a presença de água salobra na captação.

Para se ter uma ideia, nas últimas 72 horas a ETA(Estação de Tratamento de Água) de Praia das Neves só conseguiu captar água doce por um período de sete horas. Em todo o restante do tempo a água se encontrava salobra no Rio Itabapoana.

No último domingo(1º) choveu apenas 13,6mm, bem abaixo do esperado. Nos últimos anos, principalmente em 2013, os níveis de precipitação ficaram muito abaixo do esperado.

O Rio Muqui do Norte está abaixo do nível normal, visto que não está chovendo nas cabeceiras.

 A falta de água nos rios e córregos em Presidente Kennedy não afeta somente a disponibilidade de água tratada nas residências atendidas pela Prefeitura e pela Cesan. A agricultura também sofre com este problema, o que pode acarretar impactos na economia kennedense.

O momento é crítico segundo o secretário de Obras, Miguel Ângelo Lima Qualhano. Para Miguel é necessário que a população se conscientize e evite o desperdício de água.

Segundo Miguel, dados da Organização das Nações Unidas, mostram que cada pessoa necessita de 3,3 m³ / pessoa / mês (cerca de 110 litros de água por dia) para atender as necessidades de consumo e higiene.  Porém, em algumas comunidades de Presidente Kennedy, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 250 litros/dia, um verdadeiro desperdício.

“A população deve fazer sua parte e evitar o alto consumo de água, muitas das vezes ações como varrer a casa ao invés de lavar e fechar a torneira na hora do banho ajudam a proteger esse bem comum que é a água. Com ações simples do dia a dia é possível economizar água.”, afirma Miguel.

Confira algumas dicas para evitar o desperdício de água: